Ilusões da vida – Francisco Otaviano

422px-steenbruggegrafmonument01-main_fullMais um poema de Francisco Otaviano!

Ilusões da vida

Quem passou pela vida em branca nuvem,
E em plácido repouso adormeceu;
Quem não sentiu o frio da desgraça,
Quem passou pela a vida e não sofreu;
Foi espectro de homem, não foi homem,
Só passou pela vida, não viveu.

Deixe um comentário!